sábado

AUTO B.I.

Caro amigos
Com muita chuva, vento e neve o AUTO B.I. (Barca do Inferno) fez sua pré-estreia com casa cheia. Talvez a vida seja mesmo um intervalo antes da morte.Mais uma vez apostamos forte na Educação e a percorrer o país em itinerância brevemente passaremos por Alcobaça.
Saudações Teatrais desta Décima Ilha.

segunda-feira

AUTO B.I

Auto B.I ( Barca do Inferno) de Gil Vicente
Work in progress...

PRÉMIOS AÇORIANOS TEATRO


O Prémio Açorianos de Teatro é o mais importante prémio artístico da cidade de Porto Alegre. Foi instituído pelo Municipio de Porto Alegre em 1977, inicialmente apenas para os melhores espectáculos de cada ano em teatro e dança.A Comédia dos Erros lidera as indicações ao Açorianos de teatro em diversar categorias de 2008

domingo

Dimitris Papaioannou

Vídeo de apresentação do trabalho "Medeia" do genial Dimintris Papaiannou.

terça-feira

2ª parte Digressão 2009

O Dragoeiro - Companhia Teatral inicia a 13 de Janeiro na delegação de Lisboa a segunda parte da Digressão anual por várias cidades do país: Sesimbra, Santarém, Almada, Oeiras, Viseu, Almeirim, Alcobaça, Évora, Mafra, Barreiro, Seixal e Portimão. Felizes pelo sucesso e receptividade no território continental em grandes salas de espectáculos a " Tour’"serve principalmente para a promoção da companhia e das suas criações. Perante um cenário socioeconómico crítico nos próximos tempos a companhia pretende aumentar a sua capacidade de produção e sobretudo continuar a perseverar para trabalhar a tempo inteiro na região com maior estabilidade de recursos humanos, financeira e principalmente maior vontade política. Parafraseando Nelson Monforte (Director Artístico) “Vamos apostar na simplicidade, como um pequeno dragoeiro a ideia é criar agora raízes bem profundas e um tronco robusto para depois, aí sim, aparecerem as primeiras flores e os respectivos frutos”. Para que serve teatro? O Teatro existe pela necessidade dos Homens brincarem. Hoje mais do que nunca. Porque "hoje, os deuses morreram, estamos sozinhos, o mito esvaziou-se, a tragédia abandonou a cena da cidade grega e foi habitar para o nosso inconsciente. (...) Ficou-nos a nevrose para nos preservar dela, resta-nos o Teatro." (Pierre Bugard)
Foto: Teatro Sá da Bandeira (texto:Pedro Sousa)

sábado